terça-feira, 22 de setembro de 2009

1ª Jornada

AI ESTÁ O DISTRITAL DE CASTELO BRANCO
No arranque do campeonato distrital de Castelo Branco, a nota de maior saliência vai para as três goleadas que Águias do Moradal, Fundão e Atalaia infringiram aos seus adversários. Este desequilíbrio será revelador da diferença que também no distrital se verifica entre os contendores. A maior goleada aconteceu no Estreito com a equipa do Águias do Moradal a brindar o recém despromovido da 3ª divisão, Unhais da Serra, por concludente 7-1. As facilidades foram por demais evidentes desde, praticamente, o início da partida. O primeiro golo foi apontado por Edmilson, aos 14’, dois minutos depois Esteves aumentava para 2-0, Gil fez o 3-0 aos 37’ e Tiago Paulo marcou o 4º aos 41’. Na segunda parte o Unhais ainda reduziu, de penálti, aos 53’, por Samuel Martins, mas a diferença foi reposta, também de penálti, batido por Bruno Vieira, aos 68. Os dois últimos golos foram da autoria de jogadores que António Belo lançou na partida no decorrer deste período de jogo: Dani fez o 6-1 e Saturnino o 7-1 com que terminou o encontro. A segunda goleada da tarde foi na Lardosa, com os fundanenses da Desportiva a imporem-se por 5-0. O primeiro da tarde foi da autoria de Hélder Rodrigues, aos 24’, dois minutos depois o mesmo jogador aumenta para 2-0 e Chiquinho fez o 3-0 com que se atingiu o intervalo. No segundo período Ricardo Morais assinou o 4º da sua equipa, aos 72’ e o capitão Nuno Batista fixou o resultado em 5-0, aos 79. A terceira goleada foi obra da Atalaia do Campo, perante um dos clubes que tradicionalmente joga para os lugares cimeiros, o Oleiros. A equipa de Joca conseguiu marcar por intermédio de Bruno Correia, logo aos 15 minutos, mas o Oleiros chegaria ao empate, através da conversão de uma grande penalidade, convertida com êxito, por Lúdvico, aos 21, este empate não durou muito visto que, também através de uma grande penalidade, Ucha colocaria a Atalaia na frente do marcador, por 2-1’. Com este resultado as equipas recolheram para o descanso. Na segunda parte a equipa da casa, aos 58 minutos, de novo por Ucha fez o 3-1 e Pina sobre o minuto 78 colocou o resultado em 4-1 com que terminaria o encontro. Nos restantes jogos a destaque vai para o triunfo que o Teixoso foi obter em Proença-a-Nova. A equipa de Mário Pereira venceu por 1-0, com o único golo da partida a ser apontado por Ricardo, aos 76 minutos. O Pedrógão cumpriu aquilo que era expectável, vencendo o Vilarregense por 2-0. O primeiro golo foi apontado aos 14´, por intermédio de David Marques e o segundo, aos 84’, foi da autoria de Mário Pina, que poucos minutos antes tinha entrado no jogo. Mais equilibrado foi o jogo em Cernache do Bom Jardim. A equipa da casa teve que se aplicar perante um Valverde muito batalhador, como é costume nas equipas de Micas, para conquistar os 3 pontos em disputa. O golo que deu a vitória ao Vitória foi apontado por Dário quando o relógio assinalava 65 minutos de jogo.
Loading...