segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Iniçio do campeonato de Futsal

Sábado pelas 19.30 tem iniçio o campeonato ditrital de futsal para a equipa do Vitória de Sernache. Ditou o sorteio que no Pavilhão Fernando Mata Vaz Serra o adversário seja o poderoso Ladoeiro, sempre um candidato ao titulo. Esperamos pelo apoio dos Sernachenses.

Escalões Jovens

Este fim de semana a equipa de Infantis não jogou por ser a sua vez de folgar no calendário, retomando a competição no próximo fim de semana com uma deslocação ao Desportivo de Castelo Branco pelas 16 horas.
Aproveitando a folga alguns dos elementos desta equipa deslocaram-se a Alcains para participar num encontro de escolinhas com o Alcains e o Benfica de Castelo Branco. Não compareceu o Desportivo de Castelo Branco. Mais uma vez ficou demonstrado a vontade e alegria dos meninos. Foi para quase todos a primeira deslocação como uma equipa de futebol. A viagem de destino e regresso foi feita sem a cantar e boa disposição. Foi Bonito.
A equipa de Juvenis recebeu e saiu derrotada por 3-1 com o Valongo. Jogo bastante equilibrado e mal jogado, com uma arbitragem a demonstrar muita falta de jeito mesmo em jogo deste escalão. No próximo fim de semana o adversário vai ser o Fundão na cidade da Cova da Beira.
Na Idanha a Nova a equipa de Juniores praticamente composto só por Juvenis saiu com uma pesada derrota por 10-2, não havendo a minima discussão em relação ao vencedor. Representaram o clube com dignidade. Segue-se a recepção ao Belmonte.

domingo, 25 de outubro de 2009

5ª Jornada

A 5ª jornada do Distrital não teve desfechos que fossem considerados de anormais, dentro daquilo que vindo a ser o comportamento dos clubes desde o início do campeonato. A Desportiva do Fundão, a jogar em casa, rubricando uma exibição agradável, venceu o Teixosense, por 2-0 e manteve a liderança da liga, com mais um ponto que o Águias do Moradal que se mantém atento em não deixar fugir os fundanenses na tabela classificativa. A Desportiva do Fundão conseguiu marcar cedo, por intermédio de Ricardo Morais, num golo de grande nível. Teve mais ocasiões para ampliar o marcador, mas só na segunda parte, quando o Teixoso já jogava com 10 unidades, por exclusão, por duplo amarelo de Jorge, conseguiu arrumar o jogo a seu favor, com um golo de Hélder Rodrigues, quando o relógio assinalava o minuto 57. Vitória que se ajusta ao ocorrido no municipal do Fundão. No Estreito a equipa da casa teve que se haver com um Valverde muito organizado e a tapar todos os caminhos da sua baliza. A equipa de António Belo chegou ao golo com um daqueles remates de fazer levantar um estádio. Cerca dos 35 minuto Gonçalo Guerra ganha posição e enquadramento com a baliza e, com um remate de longa distância, fez um golo de bandeira, um golo que valeu e bem os três pontos. Na Atalaia a equipa da casa, em três jogos realizados no seu recinto já perdeu cinco pontos. A Atalaia do Campo entrou muito bem no jogo com o Pedrógão, conseguiu, logo aos 7 minutos adiantar-se no marcador, por intermédio de Bruno Correia, dominou durante os restantes minutos até ao intervalo, mas depois teve que se haver com uma equipa de Pedrógão de S. Pedro, também com muita qualidade e que apareceu para a segunda parte com outra postura e bastante mais ofensiva. O golo do empate aconteceu aos 69 minutos, por David. ( ver crónica do jogo à parte) Em Proença não houve golos na partida entre a equipa da casa e o Vitória de Sernache, contudo, aquela que esteve mais próxima de sair do campo Senhora das Neves com os três pontos foi o Vitória. A equipa de Simões Gapo teve uma grande penalidade a seu favor, quando já se jogavam os minutos de compensação, mas Bruno, que foi o jogador chamado a converter o castigo máximo o que fez foi permitir a defesa ao guardião da casa. Até se podem referenciar outros lances de perigo junto de uma ou outra baliza, mas desperdiçar um pénalti, em tempo de descontos… Enfim, deve custar bastante e até se pode alegar falta de sorte. Na Lardosa a equipa da casa recebeu o Oleiros e a equipa de José Ramalho, naturalmente, melhor apetrechada de jogadores, impôs-se com dois golos sem resposta. O primeiro foi apontado por Tomás, quando se jogava o minuto 57 e sobre o termo do encontro, Esquivas, assinou o segundo. No campo das Torgas o Unhais conseguiu adiantar-se no marcador, por Gonçalo, que converteu com sucesso uma grande penalidade, mas na segunda parte o Vilarregense cresceu, teve pela frente uma equipa muito frágil e também com muita falta de experiência, para marcar por quatro vezes, infringindo a quinta goleada à equipa do FC Estrela de Unhais da Serra. Na tabela classificativa o Fundão lidera com 13 pontos, seguido de Águias do Moradal, com 12 e nos restantes lugares de apuramento, o Sernache tem 10, Pedrógão e Teixosense 9 e a Atalaia do Campo 8.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Calendário Futsal

Calendário 1ª/ 8ª Jornada – 31 de Outubro/30 de Janeiro C. P. Ferro - Cecurde Carvalhal Formoso U.D. Cariense - Sp. Clube da Covilhã G.D.V. Sernache - ACD Ladoeiro ADR Retaxo - AC Alcaria 2ª / 9ª Jornada – 7 de Novembro/6 de Fevereiro Cecurde Carvalhal Formoso - ADR Retaxo Sp. Clube da Covilhã - C. P. Ferro ACD Ladoeiro - U.D. Cariense AC Alcaria - G.D.V. Sernache 3ª / 10ª– 21 de Novembro/20 de Fevereiro Cecurde Carvalhal Formoso - Sp. Clube da Covilhã C. P. Ferro - ACD Ladoeiro U.D. Cariense - AC Alcaria ADR Retaxo - G.D.V. Sernache 4ª / 11ª – 28 de Novembro/6 de Março Sp. Clube da Covilhã - ADR Retaxo ACD Ladoeiro - Cecurde Carvalhal Formoso AC Alcaria - C. P. Ferro G.D.V. Sernache - U.D. Cariense 5ª / 12ª – 12 de Dezembro/13 de Março Sp. Clube da Covilhã - ACD Ladoeiro Cecurde Carvalhal Formoso - AC Alcaria C. P. Ferro - G.D.V. Sernache ADR Retaxo - U.D. Cariense 6ª / 13ª – 19 de Dezembro/20 de Março ADR Retaxo - ACD Ladoeiro AC Alcaria - Sp. Clube da Covilhã G.D.V. Sernache - Cecurde Carvalhal Formoso U.D. Cariense - C. P. Ferro 7ª / 14ª – 16 de Janeiro/27 de Março ACD Ladoeiro - AC Alcaria Sp. Clube da Covilhã - G.D.V. Sernache Cecurde Carvalhal Formoso - U.D. Cariense C. P. Ferro - ADR Retaxo
Pede-se a quem quiser e puder enviar fotos ou comentários sobre os jogos que vão ocorrendo acerca do G.D.V.S. o Favor de enviar para GDVSERNACHE@SAPO.PT ou GDVSERNACHE@MAIL.COM

1ª Jornada Juniores

Este Fim de Semana iniçiou-se o campeonato de Juniores. A equipa do G.D.V.S. composta por muitos juvenis recebeu e perdeu com a equipa da Estação por 7-0. Continuamos a espera que mais atletas para os juniores apareçam.
Este fim de semana a deslocação será a Idanha a Nova para jogo que se disputará ás 14 Horas.

1ª Jornada Juvenis

Iniçiou-se este fim semana o Campeonato Distrital de Juvenis. A equipa do G.D.V.S. deslocou-se a Oleiros e Venceu por 3-0. A equipa treinada por Vitor Serrano iniçiou da melhor maneira a sua participação no campeonato. A equipa do GDVS demonstrou em diversos momentos do jogo a sua organização, e qualidade que existe neste escalão.
No próximo Domingo pelas 11 horas da manhã recebe em Cernache do Bonjardim a equipa do Valongo.

Fotos 1ª jornada Infantis

1ª Jornada Infantis

Este fim de semana o GDVS estreou um novo escalão a participar nos campeonatos distritais de Castelo Branco.
Novo no clube, os Infantis iniçiaram este sábado o campeonato contra o valongo. Perderam por 5-2 mas foi bonito ver os meninos a competir e a mostrar que daqui a poucos jogos estarão muito melhor, mas nesta fase os resultados serão sempre o menos importante.
Para tudo existe sempre uma primeira vez e os nossos meninos sentiram isso mesmo no campo.
Cedo chegaram ao estádio e bastante felizes notava-se o nervoso miudinho na face, aquele que até nós sentimos ao vê-los assim.
Chegados ao balneário ficaram boquiabertos com o equipamento novo e entre as palavras do Pdro e Toni lá se foram equipando pedindo aqui e ali uma ajuda, nos calções, no atar das botas etc.
Equipados a rigor veio o arbitro fazer a chamada e logo ali a tensão aumentou, o corpo esfriou e só passados alguns minutos no campo a tensão amainou.
O jogo começou e o nervoso era ainda algum, os pais de fora do varão e utras pessoas fizeram-nos cumprir um sonho. Primeiro minuto, primeiro golo sofrido, mas nada de desânimo, pois a partir daqui até começámos a fazer coisas bonitas mas o adversário estava melhor e nao foi de estranhar que ao intervalo com os vários erros que cometemos o resultado estivesse em 0-3.
Logo no recomeço marcámos e foi imensa a alegria no peladão, mas iria ainda ser maior quando pouco tempo depois reduzimos para um golo.
Do outro lado adversário com muito valor e com alguns anitos disto acabou por já no terminus do jogo marcar e vencer com justiça.
Para todos estes miúdos foi o primeiro jogo ofiçial das suas ainda curtas carreiras, mas ficou a certeza que estes e os outros que fazem parte do grupo mas que não puderam participar desta vez, que não será facilmente esquecido.
No próximo fim de semana vai ser a nossa vez de folgar e na terceira jornada van«mos até Castelo Branco defrontar o Desportivo.

4ª Jornada

Mais uma jornada com três goleadas, desta feita com os vencedores a marcar quatro golos cada, o Águias do Moradal em Vila de Rei, o Teixosense ao Unhais da Serra e o Valverde à Lardosa. O tão aguardado derby do concelho do Fundão frustrou aqueles que imaginavam que este seria um jogo diferente dos outros. Não. Este foi igual a muitos outros e, a haver frustração só mesmo por não ter havido golos. O jogo entre Desportiva do Fundão e Atalaia do Campo esteve envolto numa triste situação, ocorrida de véspera. Gabriel Mariano, que durante muito anos serviu a Desportiva do Fundão, como seu dirigente muito empenhado, e pai do actual técnico da Atalaia do Campo, Joca, deixou-nos, após prolongada doença. No preciso momento que se jogava esta partida estavam a decorrer as cerimónias fúnebres. Em memória de Gabriel Mariano, foi assinalado um minuto de silêncio, que todos respeitaram. A partida começou por ser dividida, com as duas equipas empenhadas em controlarem as operações a meio campo. Esta postura táctica resultava, obviamente, na falta de soluções para que o jogo se resolvesse junto das áreas. Foi certamente por esse motivo que no final da contenda não foram contabilizados golos para qualquer das equipas, no entanto, pelos relatos que nos chegaram a Atalaia este bem mais próximo de conseguir o golo. Foi mais ofensiva, na segunda parte, teve mais controlo do jogo e chegou a introduzir a bola na baliza fundanense, num lance que Márcio Lopes terá considerado de forma irregular. Os analistas presentes não tiveram a mesma opinião. Em suma, este jogo foi ultrapassado sem que os dois conjuntos perdessem os objectivos classificativos. No outro jogo que se antevia de muito complicado, a equipa do Pedrógão foi a Cernache do Bom Jardim surpreender a formação do Vitória. A turma do concelho de Penamacor conseguiu ainda na primeira parte adiantar-se no marcador, aguentou a natural pressão da equipa de Simões Gapo e, na segunda, Fábio Portugal, com a obtenção do segundo golo, arrumou a questão a favor dos comandados de Xana. Tratando-se de uma partida que era de grau de dificuldade muito elevada, a equipa de Pedrógão de S. Pedro deu um passo muito importante nos seus objectivos, já o Vitória terá saboreado neste encontro o veneno com que se desenvencilhou da partida em Atalaia do Campo, oito dias antes, onde venceu pelos mesmos números. Em Oleiros a equipa da casa começou forte, chegou com alguma facilidade ao 2-0, mas depois de ter obtido este resultado ter-se-à acomodado. O cómodo foi de tal modo que o Proença teve as condições necessárias para chegar à igualdade. Foi já em período de descontos que a equipa de José Ramalho conseguiu obter o golo que lhe permitiu somar os três pontos. Foi um aviso que os atletas de Oleiros não vão querer que se repita no campeonato. O Teixoso, depois da goleada que sofreu na semana passada no Estreito não podia esperar um adversário melhor para se recompor. A vitima foi o Unhais da Serra. Os jovens serranos uma vez mais não tiveram argumentos para se oporem a este adversário. Desta feita a goleada sofrida foi de 4-0 e após quatro jogos o Unhais já sofreu 22 golos, contra apenas dois marcados o que por si só dá bem a ideia de como esta equipa foi preparada para disputar o distrital. Obviamente que as indecisões tardias pagam-se caro. O Unhais decidiu-se tarde em participar no campeonato e depois já não conseguiu encontrar os atletas que pudessem dar mais força e maturidade à equipa. Quem disso não teve culpa foi o Teixosense que nesta partida conseguiu marcar quatro golos e somar a sua terceira vitória no campeonato. Em Vila de Rei esperava-se mais da equipa do Vilarregense. É bem certo que o adversário era e é poderoso, no entanto, perante o seu público era expectável que não deixassem que o Águias do Moradal ali chegasse, se impusesse e acaba-se por obter uma goleada. Á distância, a leitura que se pode fazer só pode ser uma: a equipa de António Belo está muitíssimo forte, nas quatro partida realizadas terminou três com goleada ( 7-1 ao Unhais, 4-0 ao Teixoso e novamente 4-0 ao Vilarregense) sendo por isso a equipa mais concretizadora do campeonato, com 16 golos obtidos. É obra ! Em Valverde aconteceu, também goleada. A equipa de Micas venceu por 4-1 e o que se pode dizer é que o resultado traduz exactamente a diferença de valores entre os dois conjuntos. O Valverde entrou forte, conseguiu chegar ao 2-0, mas depois adormeceu à sombra dos golos obtidos, originando, por via disso, uma reacção da Lardosa, que teve oportunidade para marcar o tento de honra. O aviso foi bem entendido pelos homens da casa que depressa se recompuseram e marcaram mais dois golos, concluído com um justo 4-1, numa partida muito mal jogada por ambos os contendores. Na frente do campeonato ficou agora isolada a equipa fundanense da Desportiva, com 10 pontos, seguida de um trio composto por Moradal, Teixosense e V. Sernache, com 9 pontos, Pedrógão tem 8 e Atalaia e Valverde, seguem na 6ª posição com 7 pontos.
In RCB

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Atalaia - Vitória Sernache

O Vitória de Sernache arrancou a terceira vitória da época, frente à Atalaia, que é também uma das sérias candidatas a subida de divisão. A formação de Simões Gapo, aproveitou o facto de marcar cedo para "fechar" os caminhos para a sua baliza. A Atalaia, trabalhou muito, teve o domínio do jogo, mas não conseguiu desfeitear a teia defensiva do Sernache. Esta terceira jornada do Campeonato Ling, ponha frente a frente duas equipas, que contavam por vitórias os desafios disputados até a data. Previa-se, por isso, um jogo onde o equilíbrio de forças fosse a tónica dominante. Na primeira vez que chegou a área da Atalaia, o Vitória de Sernache inaugurou o marcador, decorria o minuto 6. Alan, ao primeiro poste, desviou de cabeça o canto apontado por Ricardo André e fez o primeiro tento da partida. Logo no minuto seguinte, os homens da Atalaia reclamaram grande penalidade por mão de Filipe Barata na área de rigor. Ângelo Correia, em cima do lance, mandou seguir. A Atalaia reagia ao tento sofrido e aos 9 minutos, Bruno Correia, com um excelente trabalho individual "descobriu" João Lisboa solto na área, mas o jovem jogador da Atalaia atirou por cima. O Vitória de Sernache a ganhar desde cedo, recuava as suas fileiras deixando para a Atalaia o assumir das despesas do jogo, para tentar inverter o resultado. Aos 14 minutos Óscar Menino bateu um livre em zona frontal permitindo uma defesa apertada a Fábio. O Sernache, apesar de estar mais recuado no terreno, sempre que tinha a bola, tentava "armar" o contra-ataque, para surpreender a equipa de Joca. Quando as jogadas rápidas não surtiam, a surpresa acontecia com remates de meia distância, como aquele que aconteceu aos 23 minutos com Ricardo André a tentar surpreender Valezim. A bola saiu por cima da baliza. O jogo, continuava com a mesma toada, com a Atalaia a dominar e com o Sernache a cortar todas as linhas de passe para a sua baliza. Os caminhos da baliza estavam de tal modo fechados que de nada valeram os intentos de Ucha, aos 25’ que rematou dentro da área por três vezes seguidas, mas a bola esbarrou sempre na muralha defensiva dos homens do Pinhal. Ainda antes do final da primeira parte Óscar na sequência de um livre indirecto, rematou forte para defesa apertada de Fábio, desviando a bola para o poste antes de sair pela linha final. O intervalo, chegava assim com a 0-1, um resultado, que premiava o acerto defensivo do Vitória de Sernache, mas que era de alguma forma injusta para a Atalaia, pois a formação de Joca fez de tudo para chegar ao tento da igualdade. E se o Sernache, marcou nos primeiros minutos da primeira parte, esteve quase a repartir a proeza no segundo tempo, pois Alan, aos 46 minutos, fugiu à defesa da Atalaia e à entrada da área rematou forte, para defesa apertada de Valezim, que, o melhor que conseguiu fazer foi desviar para canto, com o esférico ainda a beijar o poste da sua baliza. A Atalaia, como se previa, veio ainda mais balanceada para o ataque, o que permitia ao Sernache organizar o contra-ataque de forma mais perigosa. Fruto disso, aos 51 minutos, Paulo Lopes escapou à defesa, valendo aos homens da casa a coragem de Valezim, que saiu aos pés do homem do Vitória e anulou o lance. Nesta fase, apesar de continuar a ter mais posse de bola, a Atalaia já tinha mais dificuldades em chegar com a bola "jogável" junto da área do Vitoria. Ucha aos 52 minutos, à entrada da área, rematou forte, mas mais uma vez a bola passou por cima da baliza do Sernache. Já se sabe que, nestas coisas, quem não marca... sofre... foi o que aconteceu ao minuto 62, com Ricardo André à entrada da área a recuperar uma bola perdida pela defensiva da Atalaia, ficou só com Valezim pela frente e atirou para o 0-2. Se as coisas não estavam fáceis para a Atalaia, com este golo ainda ficaram mais complicadas, pois passava a ter uma desvantagem de dois golos, mas acima de tudo, porque o seu opositor estava tacticamente irrepreensível, complicando muito a tarefa dos dianteiros da Atalaia. A formação de Joca, lutou até ao último minuto e dispôs ainda de algumas oportunidades como são exemplo: aos 77 minutos, cruzamento na direita, com Bruno a desviar de cabeça, mas a bola a ir a figura de Fábio; aos 82 minutos, grande jogada de Fábio Brito, que solicitou Ucha, descaído para a esquerda, tentou o cruzamento, valendo ao Sernache o corte atento de Velho; Já no cair do pano, aos 92 minutos, Hugo Brito na transformação de um livre, permitiu mais uma excelente defesa a Fábio. No final, permaneceu o Atalaia-0 Sernache-2, um resultado que premeia o Vitória, que soube tirar partido de ter marcado cedo, para gerir o jogo de forma exemplar. A Atalaia, reagiu bem ao golo, teve as despesas do jogo ao longo dos 90 minutos, mas não conseguiu a "Password" para entrar no bem escalonado esquema defensivo do Sernache. Ângelo Correia e seus pares, não tiveram um jogo fácil de dirigir, pois houve, sobretudo na 2ª parte, muito contacto físico.

3ª Jornada

A jornada três do distrital voltou a ter mais duas goleadas. Será este o campeonato das goleadas ? A Desportiva do Fundão foi quem mais marcou nesta jornada, à sua conta fora sete golos, por sua vez o Águias do Moradal, que também tem estado muito rematador, obrigou o adversário desta tarde a ir ao fundo das redes por quatro vezes. O jogo mais importante da jornada realizou-se em Atalaia do Campo. Frente a frente estiveram duas equipas com aspirações no campeonato: a equipa da casa e o Vitória de Sernache. O desfecho foi algo surpreendente, considerando que pertenceram à equipa de Joca as melhores oportunidades para marcar, todavia, a equipa de Simões Gapo, jogando de forma inteligente, soube aproveitar os espaços que a equipa da casa lhe concedia para, em contra-ataque, os surpreender. Foi dessa forma que aconteceram os dois golos. O primeiro apontado aos 6 minutos, por Alan e o segundo, aos 62m por Ricardo André. ( crónica do jogo em separado). No Estreito era esperado um jogo mais equilibrado, considerando a postura das duas equipas neste inicio de campeonato. Como se contacta pelos números finais deste jogo entre Águias do Moradal e Teixosense, não foi nada disso que aconteceu. Os comandados de António Belo assumiram desde inicio as despesas do jogo e disso tiraram as devidas vantagens. O primeiro golo foi apontado aos 4 minutos, por Esteves, abrindo, deste modo, a porta da goleada. Ainda antes do descanso, Edmilson assinou o segundo. Para complicar ainda mais as coisas para a equipa de Mário Pereira, o Águias, logo no primeiro minuto da segunda parte aumentou para 3-0, com um auto-golo de Chasqueira, que tinha entrado pouco antes na partida. O quarto golo foi da autoria de Saturnino, quando o Teixosense já jogava reduzido a dez. Em Pedrógão o equilíbrio só se registou no resultado final. A equipa de Xana foi mais afoita, teve mais posse de bola, teve mais ocasiões para marcar, mas foram os homens de José Ramalho quem primeiro fez mexer o marcador. Estavam decorridos 39 minutos, num livre, Pira atirou para o fundo das redes da equipa da casa. O Pedrógão ainda conseguiu chegar à igualdade antes do intervalo, aliás, mesmo sobre o apito do árbitro para o descanso, com um golo de Luís Caronho, mas na segunda parte não conseguiu encontrar os caminhos da vitória, também, por mérito da equipa do pinhal. Em Unhais da Serra a equipa da casa tem bons executantes, muito jovens, mas falta-lhes a experiência que tão fundamental se torna quando se disputa uma prova com tantos jogadores que o que não lhes falta é exactamente experiência. A Desportiva do Fundão acabou por não encontrar dificuldades para sair do Campo das Torgas com uma goleada à moda antiga. Venceu por 7-1, com os golos a serem apontados por Hélder Rodrigues, o primeiro, Ricardo Fonseca, fez o 2º e 3º, Petrolina, Ricardo Morais, João Mateus e de novo Petrolina marcaram, por esta ordem os restantes. O tento de honra do Unhais da Serra foi apontado por Gonçalo. Uma vitória fácil de mais para os comandados de João Laia. Em Proença o Valverde esteve muito bem. Num jogo de equilíbrios, a única peça a desequilibrar acabou por ser Meireles, com um golo aos 27 minutos e que valeram os três pontos para a equipa de Micas. Uma vitória que se pode considerar justa, mas que não deixa de constituir surpresa. Na Lardosa começou melhor a equipa do Vilarregense, ao ter marcado em primeiro lugar, mas a equipa do Centro Popular conseguiu dar a volta ao resultado, parecendo ter condições para somar os três pontos, contudo, já em período de descontos, ou para além destes, deixou-se surpreender com o golo do empate.
IN RCB
Loading...