segunda-feira, 27 de outubro de 2008

6ª Jornada

A jornada deste fim de semana revelou-se muito próxima daquilo que seria previsível acontecer. Não fora a surpresa que se registou em Oleiros e tudo estaria dentro da lógica. Na partida mais importante da ronda, o Alcains não deixou os seus créditos por mãos alheias e venceu o então segundo classificado, por 3-1, com o primeiro golo a acontecer ainda no decorrer do primeiro minuto da partida, apontado por Koné. Com este golo madrugador os comandados de Hugo Andriaça passaram a controlar a partida e não surpreendeu que tivessem ampliado o marcador, de novo por intermédio de Koné, depois de um trabalho fantástico de Ricardo Costa. Para a segunda parte era natural que os comandados de António Belo tentassem modificar o rumo que o jogo estava a ter, todavia, logo aos 49’ foi o Alcains que voltou a marcar, ampliando para 3-0, com este tento a ter a assinatura de Djaló. O Águias do Moradal não desistiu de mostrar a qualidade dos seus jogadores e tentou obter, pelo menos, o tento de honra. Tanto insistiu que acabou por conseguir. Foi à passagem do minuto 85 que Zé Luís marcou para a equipa do Estreito, fixando, desse modo o resultado final da partida. No Fundão a Desportiva tinha uma tarefa muito complicada pela frente. Defrontou o vizinho Valverde, que ainda à oito dias tinha surpreendido o líder Alcains. Não foi fácil o triunfo que os comandados de João Laia conseguiram sobre este rival. Foi necessário muita aplicação e total entrega. O golo aconteceu à passagem do minuto 72, apontado por Rui Paulo, que se cotou como o homem do jogo. Em Oleiros a equipa de João Paulo não se está a entender com os adversários depois de passar a ter vantagem no marcador. Já é o terceiro jogo que o Oleiros se coloca em vantagem e depois se deixa surpreender. Foi o que voltou a acontecer nesta partida. Ganhou vantagem aos 65’, por intermédio de Ludvico mas deixou que a equipa do Teixosense desse a volta ao marcador, com golos de Fael, aos 77’ e de Flávio, ao minuto 85. É natural que assista mérito às equipas que conseguem dar a volta aos resultados, o que já não será natural é a forma displicente como os atletas do Oleiros se deixam surpreender.
Em Vila de Rei realizou-se um dos derbys do Pinhal: Vilarregense – Vitória de Sernache. O jogo foi equilibrado, tal como se pode notar pelo resultado final, um empate a uma bola. Marcou primeiro a equipa de Pedro Sampaio, por intermédio de Alexandrov, à passagem do minuto 21, na sequência de uma grande penalidade, o empate só aconteceu aos 78’, com Miguel Farinha a finalizar com êxito, presenteando a sua equipa, com a repartição de pontos.
Nos Escalos de Cima a equipa de Paulo Macedo até começou muito bem a partida com o Pedrogão, parecendo que pretendia dar continuidade aos bons resultados, depois da vitória na Lardosa, marcando em primeiro lugar, todavia, a superioridade e, provavelmente, a melhor qualidade do plantel à disposição de Xana, fizeram o resto, ou seja: deu a volta ao resultado e permitiu a conquista dos três pontos, colando-se, por via disso, no segundo lugar ao Águias do Moradal. Natural foi a vitória da equipa do Proença sobre a Lardosa. A equipa da casa venceu por 4-1, numa clara demonstração de grande superioridade. O Alcains, com a vitória alcançada sobre o Moradal, aumentou a vantagem sobre os dois segundos, exactamente o Águias de Moradal e Pedrogão de S. Pedro, passando a ter quatro pontos sobre estes dois adversários e cinco pontos sobre o trio Proença, AD Fundão e Teixosense, uma vantagem já significativa, considerando que ainda estamos na sexta jornada do campeonato. No próximo fim de semana vai haver bons jogos dos quais se destacam: Moradal – Fundão, Valverde – Oleiros, Teixosense – Vilarregense e Pedrogão – V. Sernache.
IN
Radio Cova da Beira
Loading...