terça-feira, 10 de março de 2009

Final Taça Honra - CARTAZ

http://portal2.fpf.pt/portal/page/portal/PORTAL_FUTEBOL/CASTELO_BRANCO/Ficheiros%202008/Diversos/cartazfinaltacahonra2.pdf

13ª Jornada Futsal

Sábado 07 de Março de 2009.
Era o último jogo em casa, pelo que a “maltinha do futsal” gostaria de se despedir dos seus apoiantes com uma vitória. O jogo não seria fácil, pois o nosso adversário era somente o líder do campeonato, que para o mesmo ainda não tinha provado o sabor da derrota. Alias a única derrota em provas oficiais desta época foi mesmo a copiosa derrota que averbou quando nos visitou para a Taça. Relembramos que nesse jogo o GDVS saiu vitorioso por uns expressivos 10-2 que nos deram o acesso a final da taça que irá ser disputada em Castelo Branco no próximo dia 21 de Março. Por tudo isto sabíamos de antemão que o jogo era difícil e importante para ambas as equipas, pois se a nós a vitória assegurava-nos o quinto posto, ao Ladoeiro também interessava a vitória para seguar o 1º posto, que lhe poderá dar alguma vantagem nos Play-off. O jogo começou com a equipa do Ladoeiro remetida no seu meio campo a espera das nossas iniciativas. Via-se que eles estavam claramente à nossa espera, dando-nos a iniciativa do jogo. E se eles dão, nós aceitamos, pelo que lá fomos tentando chegar ao golo logo no início do jogo. Mas só iríamos conseguir inaugurar o marcador aos 5’27 através de um remate de meia distância do Igor. Era um resultado justo, pois foi o culminar de diversas situações de perigo que criamos junto da baliza adversária. O golo como que acordou a equipa do Ladoeiro, que aumentou a intensidade das suas jogadas ofensivas e acabaria por chegar a empate ao minuto 7, através da sua “jogada clássica”, pivot abrindo para o ala. Este contratempo não nos desanimou e continuamos a procura de mais um golo. Golo, que acabaria por surgir ao minuto 9’39, na sequência da marcação de um pontapé de canto, onde aparece o Fagulha a cabecear solto ao 2º poste. O jogo estava intenso com ocasiões de golo de ambas as partes, talvez nesta fase se verificasse um ligeiro ascendente da equipa do Ladoeiro, mas as iniciativas iam esbarrando sempre nas brilhantes e seguras intervenções do nosso guarda-redes, hoje o Tiago coluna, que com uma mão cheia de boas defesas ia negando o golo à equipa adversária. Mas a passagem do minuto 27 iria surgir o golo do empate. Empate que iria manter-se até final da primeira parte. O início da segunda parte acabaria por ser o momento chave do jogo, pois nessa fase o GDVS acabaria por desperdiçar diversas ocasiões flagrantes de golo. Ainda estamos a pensar como desperdiçámos uma ocasião onde apareceram três jogadores do Vitória perante o guarda-redes adversário e não concretizamos. Nesse período várias foram as oportunidades que o GDVS teve para fazer o golo, mas acabaria por desperdiçá-las a todas. E como no futebol “quem não marca acaba por sofrer”, assim foi ao minuto 16’43, o Ladoeiro iria chegar ao 3-2, num lance que poderia ter sido evitado, pois surgiu numa má reposição de bola da nossa parte. Mas apesar de termos sofrido este revés, continuamos com atitude, a procura do golo do empate. Conseguimos remeter a equipa do Ladoeiro ao seu meio campo, mas esta lá ia conseguindo segurar a vantagem no marcador. Mais uma vez, criamos algumas boas ocasiões de golo, mas o golo não surgia. Até ao final do jogo apenas há a destacar mais um golo da equipa do Ladoeiro, já na recta final do jogo e para o facto de ambas as equipas terem atingindo a 6ª falta, mas aí houve um empate, pois ambas desperdiçaram a oportunidade de marcar na marcação do livre de 10 metros. Apesar da derrota, a “maltinha do futsal”, mostrou atitude e vendeu cara a derrota. E quanto à equipa do Ladoeiro há apenas a lamentar a falta de ética de alguns dos seus jogadores, que demonstraram não saber ganhar, e uma coisa podem ter a certeza, não foi esta vitória tangencial que irá vingar a humilhante derrota com que eles foram eliminados da taça, 10-2!!! E nesse jogo nós poderíamos ter gozado com eles e não o fizemos. Mas também aqui fica demonstrado o carácter dos nossos jogadores ao contrário dos “meninos mimados” do Ladoeiro. Agora há que aguardar a última jornada para segurar o quinto lugar, num jogo que também será difícil, pois iremos à Covilhã defrontar o Sporting local, num jogo onde acima de tudo também não queremos perder nenhum elemento, pois queremos estar na máxima força para o jogo da final da taça.
Loading...