domingo, 31 de dezembro de 2006

Um pouco de história

Como tudo começou... Foi a 1 de Agosto de 1948 que teve início o então Viação de Cernache...

domingo, 24 de dezembro de 2006

FELIZ NATAL a todos os sócios e simpatizantes


Ao Natal...

Nesta quadra festiva que se espera seja de paz e alegria, podíamos estar aqui, quem sabe a fazer um balanço do trabalho até aqui realizado, das peripécias por que passámos, do nevoeiro que se abateu nalguns campos de futebol, do surgimento do D. Sebastião ou da Nave que nos atropelou, dos nossos erros e, ou das nossas virtudes...
... mas este não será o momento mais oportuno, e o nosso objectivo neste texto é dirigirmo-nos aos nossos sócios e simpatizantes, e a todos aqueles que nos acompanham seja perto ou longe, para desejar que tenham saúde, paz e alegria nesta quadra Natalícia.
Não nos dirigimos só aqueles que nos apoiam, somos também para aqueles que nos criticam e que mais força dão para que desenvolva-mos o nosso trabalho com empenho e dedicação, sabendo que vivemos em liberdade e que a oportunidade deles chegará rápido e aí talvez, também nós possamos expressar-nos livremente.
A todos os atletas que fazem parte desta instituição, bem como todos aqueles que no dia a dia connosco trabalham para que o VITÓRIA amanhã possa ser um clube melhor, BOAS FESTAS.

Voltaremos para falar de futebol e do G. D. V. Sernache no início do próximo ano de 2007.

Quase Natal

Véspera de Natal...




Era véspera de Natal. O Pai Natal estava a preparar-se para começar a viagem... . O trenó estava cheio de presentes, as renas estavam a acabar de comer. Estavam todos ansiosos!
Depois começou a sua longa viagem pelo céu. A certa altura atravessaram uma nuvem quase gelada. As renas arrepiaram-se e despistaram-se... . Perderam-se...
Eles andavam perdidos pelo céu, as renas andavam de um lado para o outro e, como o trenó estava muito cheio, começaram a cair presentes. O trenó ia indo cada vez mais para baixo e foram bater numa árvore.
As renas ainda estavam arrepiadas e o Pai Natal já pensava:
"- Se eu não deixo os presentes nos sapatinhos, as crianças vão pensar que eu não existo."
-Vamos, renas, temos de voltar para o céu para finalmente distribuirmos os presentes.
Mas, quando o Pai Natal reparou, o trenó estava partido. Eles tinham que refazê-lo. Então, repararam que alguém ainda tinha a luz acesa. O Pai Natal foi lá e perguntou:
- Pode emprestar-me um martelo e parafusos?
- Sim, eu empresto-lhe.- disse o sapateiro que ainda trabalhava.
- Obrigado. - disse o Pai Natal.
Depois de o trenó estar pronto, foram começar a distribuir os presentes.
Quando acabaram de distribuir os presentes, foram para casa felizes por terem resolvido tudo.


"Natal é sempre que o homem quiser" e o espirito nataliçio deve estar sempre presente...

quarta-feira, 20 de dezembro de 2006

Jantar de Natal


JANTAR DE NATAL


Realizou-se esta terça feira o nosso jantar de natal oferecido pela direcção. Foi uma noite animada onde reinou a boa disposição e prevaleceu o bom humor de todos os presentes.
Com a presença em peso da direcção e de quase todos os atletas, foi servida a bola sopa de legumes, seguida pelo maravilhoso lombo com batata e como sobremesa, o tradicional doce da casa, que para alguns serviu de prato principal. De salientar o apetite de alguns comensais que não ligaram ao forte tempero que alguns pratos usufruiam. Depois do café e do respectivo digestivo, houve lugar a tradicional troca de prendas entre os presentes, podendo-se apreciar os mais variados objectos. De realçar que todos tentaram encontrar o objecto mais especial.
Houve ainda lugar aos já habituais discursos, e ás varias brincadeiras de grupo que como se pode imaginar foram para todos os gostos.
Terminada esta etape houve lugar a mudança de habitat e a noite prolongou-se com jogos de cartas, e beberetes alegres.
Foi uma noite de forte convívio que esperamos tenha continuação noutras quadras festivas...

12ª Jornada

G.D.V. Sernache - 0 A. D. Fundão - 0 Arbitro. Carlos Silva aux. por João Diogo e Bruno Duarte Vitória de Sernache: 1 - Vilela 2 - Bastinho 3 - Tomás 4 - F. Miguel 5 - Pedro 6 - J. Viana 7 - Velho 8 - Dani 9 - Maçaroco 10 - M- Farinha 11 - Mpasso Substituições: M. Farinha por Fredy, Mpasso por P. Lopes e Dani por Rogério

Depois de três jogos seguidos fora de casa, eis que o Vitória voltou a actuar perante o seu público e contra um dos candidatos assumidos á conquista do troféu.
Os Vitórianos com a moral em alta com os bons resultados ultimamente conseguidos entraram no jogo com alguma vergonha pelo adversário, que também mostrou receio pelo opositor. Foi com o jogo muito mastigado a meio campo que se assistiu aos 30 minutos iniçiais da partida, altura em que o Sernache assumiu o jogo e criou duas ou três situações de perigo para a baliza fundanense, que apenas pou uma vez incomodou o guarda-redes vitoriano. Realçe aqui para um lance na área do Fundão, merecedor de grande penalidade que o árbitro e seu auxiliar perto da jogada, não assinalaram.
Na 2ª parte o jogo manteve-se equilibrado, com os lances de perigo a surgirem esporadicamente e com a equipa do fundão á medida que o relógio avançava a satisfazer-se com o resultado e com o Sernache a ter mais iniçiativa de jogo mas as situações mais claras de golo a acontecerem só já perto do final, onde inclusivamente no derradeiro lance da partida a bola a ultrapassar a linha de golo da baliza do fundão mas com o árbitro e seu auxiliar a não quererem confirmar. Erro de Carlos Silva e seu auxiliar com o vitória de Sernache a ter razões de queixa. . .

quinta-feira, 14 de dezembro de 2006

Aniversários


Como já foi aqui referido, esta semana tivemos mais um aniversariante na equipa... foi o António Joaquim que fez anos na passada terça feira dia 12 de Dezembro. Como é hábito, no final do treino, houve direito a bolo acompanhado pelo belo do suminho. a sempre apetecível coca cola e o fino champanhe. Cantou-se os parabéns, com muitos carolos pelo meio e no fim o tão desejado banho de água gelada.

Mas as comemorações não ficam por aqui, depois do treino de hoje, o mister vai oferecer o jantar a todo o plantel... Assim é que é! :)
Amanhã haverá mais novidades... até lá e parabéns António!

segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

11.ª Jornada

Atalaia do Campo- 3
Vitória de Sernache- 4

Equipa titular do Sernache:
1- Vilela
2- Bruno Bastinho
3- Tomás
4- F.Miguel
5- Pedro
6- João Viana
7- Rui Daniel
8- Dani
9- Maçaroco
10- Miguel Farinha
11- Mpasso

Suplentes:
12- António Joaquim
13- Dário
14- João Paulo
15- Rogério
16- Filipe Amaro
17- Fredy
18- Rui Domingues

Substituições: Miguel Farinha por Fredy; Maçaroco por Rogério; Mpasso por Filipe Amaro

Espectacular e emotivo jogo que se realizou este domingo no campo 23 de Maio, reduto do líder do campeonato, a Atalaia do Campo.
O jogo começa praticamente com a equipa do Sernache a marcar, bola de saída para o Vitória, Mpasso é lançado em profundidade e depois de alguma insistência consegue inaugurar o marcador ainda não estava cumprido o primeiro minuto de jogo. Estava assim lançado o mote para aquele que viria a ser, seguramente, um dos melhores jogos deste campeonato...
O líder do campeonato, que contava por vitórias todos os jogos realizados em casa, acusa o golo e fica surpreendida com a entrada de rompante do Sernache que iria estar muito perto de fazer o segundo, Bruno Bastinho tem boa jogada pela esquerda e á saída do guarda-redes remata mas a bola sai a centimetros do poste.
O jogo continuava muito vivo e muito disputado, onde as situações de perigo andavam sempre perto de uma e outra baliza... e foi através de um pontapé de canto que surge o empate, bola cortada para fora da área onde aparece um jogador da Atalaia, sem marcação, que aproveita para encher o pé e fazer o 1-1.
O Sernache não acusa o golo e continua a jogar o jogo pelo jogo, sempre com o pensamento na vitória. Jogada pela esquerda do ataque vitoriano e após insistência de Miguel Farinha, este é carregado dentro da área. Falta clara para grande penalidade, ficando por mostrar o respectivo amarelo, Na marcação, Fernando Miguel não perdoa e dá nova vantagem á equipa do Vitória.
O jogo continuava louco e passados poucos minutos, a Atalaia iria conseguir de novo o empate... alguma confusão na área e aparece um jogador da casa a encostar para o fundo da baliza de Vilela. Quase não deu para saborear a nova vantagem e o pior ainda estava para vir para o Sernache antes do intervalo, cruzamento da direita e á entrada da área novo remate de primeira e novo golo para a Atalaia... estava consumada a reviravolta no marcador e o intervalo chega com sabor a injustiça para os comandados de António Joaquim que não mereciam tar em desvantagem no marcador por 3-2.

Para a segunda parte surge uma Atalaia a tentar controlar o jogo, sem ter grandes pressas e a tentar manter o perigo longe da sua baliza. Isso é conseguido durante algum tempo, não porque o Sernache tenha abdicado de tentar chegar ao golo mas porque havia mérito da equipa da casa que até dispôs de uma boa situação para fazer o quarto golo mas Vilela defende bem.
O Vitória nunca perdeu a cabeça, nem se descontrolou neste periodo de maior domínio da Atalaia e eis que a meio da segunda parte toma definitivamente conta do jogo e parte para cima do adversário na procura da vitória...

... as alterações vieram dar ainda mais força á equipa, que consegue de novo empatar a partida através de um cabeceamento de Dani que colocava o marcador em 3-3.
Continuava o bom período da equipa do Sernache que continuava a acreditar que podia chegar á vitória e foi isso mesmo que aconteceu... boa jogada de Mpasso pela direita que centra para a área onde aparece Bruno Bastinho a antecipar-se a toda a gente e a fazer o golo que dava a vitória á sua equipa por 4-3 e ditava a primeira derrota do líder do campeonato, que ainda por cima jogava no seu reduto. Daqui até final ainda tempo para que a equipa despercidasse duas soberanas ocasiões de golo por Fredy, mas sem mais alterações no marcador.

Vitória muito importante, justa e merecida num grande jogo de futebol com uma óptima atitude de ambas as equipas que sempre procuraram a vitória jogando lealmente.

Mexidas


Paulo Lopes regressa ao vitória
Esta semana houve uma alteração no nosso plantel. Registou-se uma saída e uma entrada de atletas. Filipe Barata deixou o clube por vontade própria e procurou nova sorte por outras paragens... opções!
Em contrapartida, registou-se o regresso de Paulo Lopes ao V. Sernache que assim volta a juntar-se a este grupo depois de uma curta passagem por outro clube.

segunda-feira, 4 de dezembro de 2006

10.ª Jornada

Póvoa Rio de Moinhos- 0 Vitória de Sernache- 2 Equipa Titular do Sernache: 12- Vilela 2- Bruno Bastinho 3- Tomás 4- F.Miguel 5- Pedro 6- João Viana 7- Rui Daniel 8- Dani 9- Maçaroco 10- Miguel Farinha 11- Mpasso Suplentes: 1- António Joaquim 13- Dário 14- João Paulo 15- Rogério 16- Filipe Amaro 17- Fredy 18- Filipe Barata Substituições:Miguel Farinha por Fredy; João Viana por Filipe Barata; Mpasso por Rogério O jogo começa de uma forma algo atabalhoada e confusa, onde a bola é quase sempre jogada pelo ar e onde se verifica, nos primeiros minutos de jogo, uma ligeira superioridade da equipa da casa que aproveita alguma apatia e lentidão do Sernache. Passado esse período e já com as marcações devidamente acertadas pela sua defensiva, o Vitória começa aos poucos a assumir o controlo do jogo e a tentar jogar de forma organizada e com a bola rente ao solo, mas não tava fácil conseguir criar perigo junto da baliza da Póvoa que defendia com marcações fortes e sempre com grande disponibilidade dos seus jogadores em não dar espaço aos Vitorianos. A toada do jogo foi-se mantendo, muita luta a meio campo e sem que houvesse grandes situações de golo... Vilela nunca foi verdadeiramente incomodado e no outro lado apenas por uma vez o guardião da Póvoa foi obrigado a intervir com uma grande defesa. O nulo ao intervalo era um resultado justo... Para a segunda parte o Sernache toma consciência que precisa fazer algo mais para vencer o jogo e entra disposto a isso mesmo... assume o controlo do jogo, começa a jogar melhor, a chegar primeiro á bola que o seu adversário e assim começam a surgir as oportunidades de golo que faltaram no primeiro período. João Viana, de fora da área, remata para grande defesa do guarda redes da casa... Bruno Bastinho, em boa posição, remata para mais uma óptima defesa do guarda redes... Depois de boa jogada colectiva, Dani surge frente ao guarda redes mas este consegue parar o remate forte do numero 8 do Vitória. O golo não surgia e a Póvoa tentava, novamente, equilibrar o jogo mas só através de contra ataques ou remates de longe dava trabalho a Vilela. Assistia-se agora a um jogo de toada e resposta, mas foi o Sernache quem finalmente chegou ao merecido golo... pontapé de canto cobrado por Rui Daniel, Mpasso cabeceia a bola e á boca da baliza surge Bastinho a facturar. Pouco depois veio o segundo golo que acabou em definitivo com a resistência da equipa da casa... Fredy é lançado pelo lado direito, corre até á área onde cruza para Mpasso, este amortece a bola para Dani que vinha de trás e estava assim feito 2-0 final. Vitória justa, mas também suada da equipa do Sernache que soube sempre acreditar que ia conseguir marcar e que nunca se desorganizou ao longo do jogo.

Bastidores

Pois é, toda a gente gosta de saber o que se passa nos bastidores desta grande instituição que é o G.D.V. Sernache. Ele e o rei das camisolas, o ditador das máquinas de lavar, o magnata do detergente, o imperador do calçonito e da peúga... ele é Augusto Pereira, o digníssimo roupeiro do Vitória



Para quem não sabe, é o individuo de febra na mão, aqui caçado pelos paparazzi na festa de anos do Maçaroco. E nestas ocasiões é sempre o primeiro a chegar e o último a saír, nem que para isso tenha que se descurar das suas funções. Mesmo nestas situações o homem não ta contente e sempre a resmungar. Vá-se lá entende-lo.

Já agora, o Maçaroco é este tipo que aqui aparece a querer dizer alguma coisa, mas que afinal não diz nada.



Este último é um tipo porreiro! Ofereceu uma festa aos amigos... Comeu-se bem e bebeu-se ainda melhor... Uma coisa é importante que fique clara. Ficou bem patente a responsabilidade que estes jogadores demonstraram, mesmo numa situação de festa... ninguém bebeu nada que fizesse mal, todos se comportaram como profissionais... Se não acreditam perguntem ao senhor de vermelho de febra na mão ;)

"Vivó Vitória!"

quarta-feira, 29 de novembro de 2006

Maçaroco Bébé

É verdade, esta semana temos um aniversariante no plantel... Quinta feira dia 30 de Novembro faz anos o Maçaroco e, pasme-se, faz apenas 21 aninhos. Esta informação deixou grande parte dos jogadores indignados, revoltados e até com alguma dor de cotovelo porque ninguém faz só 21 anos. Ninguém tem só 21 anos. Mas como é possivel alguém fazer só 21 anos? 21 anos? Ninguém... Bom, depois do choque inicial lá veio a boa notícia, o puto ou o miudo ou o benjamim ou sei lá como devo chamar alguém com esta idade, convidou todo o plantel para ir a casa dele no fim do treino para uma grande jantarada. Lá estaremos Maça e, já agora, Parabéns.

Aniversários

Esta semana mais um atleta festeja o seu aniversário. Depois do Gonçalo a 15 de Agosto e do Fernando Miguel a 22, tivemos em Setembro no dia 24 a comemoração do Dany e em outubro do Fredy a 15. Como é PRAXE é obrigatório levar o bolo e o respectivo champagne, é claro que a coca-cola é também imprescindivél. Quanto ao tamanho do bolo esse é relativo mas desde que alguém levou um queque!!!!! tudo é posssível. Então esta Quinta dia 30 é a vez do Maçaroco e não fez por menos, convidou-nos para casa dele. Potanto depois do treino lá vamos nós, esperamos é que o míster perceba que o treino tem de acabar um pouco mais cedo, né! Voltaremos a dar mais pormenores sobre este assunto pois promete e também a divulgação dos novos aniversariantes....

segunda-feira, 27 de novembro de 2006

Jogou-se a 2ª ronda da Taça

G.D. Teixosense - 2 G. D. Vitória de Sernache - 2 (2-4 nas grandes penalidades) Titulares: 1- António Joaquim 2- Bastinho 3- Tomás 4- F.Miguel 5- Pedro 6- João Viana 7- Rui Daniel 8- Dani 9- Maçaroco 10- Miguel Farinha 11- Filipe Barata Suplentes: 12: Vilela 13: João Paulo 14: Dário 15: Filipe Amaro 16: Bobby 17: Mpasso 18: Rogério Substituições Miguel Farinha -> Mpasso Filipe Barata -> Rogério Muito frio, na recepção do Teixoso à equipa do Vitória de Sernache. O jogo começa com algum domínio por parte dos visitantes com alguns remates de longe. No entanto viria a ser a equipa da casa a marcar primeiro. João Viana atrasa para o guarda redes, a bola embate em Tomás e o avançado do Teixosense aproveita a falha para inaugurar o marcador. A reacção vitoriana não tardaria. Bruno Bastinho entra pela direita e remata dentro da área sem hipótese para o guarda redes, 1-1!! Pouco depois, mais um lance infeliz. Tomás, que até estava a fazer uma exibição segura, faz um atraso defeituoso para o guarda-redes permitindo ao avançado da casa rematar contra o desemparado António Joaquim que nada podia fazer. Estava feito o 2-1. O Vitória não baixou os braços. Poucos minutos depois grande remate à meia volta de Bruno Bastinho, grande defesa o guarda redes para a frente onde estava Miguel Farinha que efectua a recarga e volta a empatar o jogo. 2-2!! O jogo estava emotivo e o Vitória acreditava... até se chegar ao intervalo. No recomeço da segunda parte o vitória entra melhor no jogo e beneficia de uma grande penalidade a castigar uma mão na bola. Miguel Farinha é o escolhido para bater. Remata fraco e denunciado permitindo a defesa do guarda redes... Ocasião soberana perdida. Não tira o pé de acelarador a equipa vitoriana mas ocasiões de golo houve poucas mantendo-se o jogo numa toada de ataque e resposta sempre com as defesas a superiorizarem-se ao ataque. Até que, no último minuto dos descontos, Fernando Miguel, carrega em falta o adversário dentro da área... Penalty. No entanto, na marcação do castigo máximo, a bola embate com estrondo na barra, para felicidade dos vitorianos. Logo depois acaba a partida. O jogo seria decidido nos pontapés da marca de grande penalidade. Com duas defesas e apenas uma ocasião perdida, o GDV Sernache acaba por levar de vencida a formação do GD Teixosense avançando, assim, para as meias finais da prova... O sonho torna-se cada vez mais real.... Nos restantes encontros o equilíbrio foi a nota doninante, com todas as equipas a precisarem das grandes penalidades para decidir o desafio. O Águias do Moradal venceu o Unhais da Serra, Atalaia perdeu com o Pedrogão e o Proença perdeu com o Póvoa de Rio Moinhos Assim ficaram apuradas as seguintes equipas: GDV Sernache Águias do Moradal Póvoa de Rio Moinhos Pedrogão de S. Pedro

terça-feira, 21 de novembro de 2006

9.ª JORNADA

VITÓRIA DE SERNACHE- 6 ESCALOS DE CIMA- 1 EQUIPA TITULAR: 1- Vilela 2- Bruno Bastinho 3- Tomás 4- F.Miguel 5- Pedro 6- João Viana 7- Dani 8- Rui Daniel 9- Maçaroco 10- Miguel Farinha 11- Fredy SUPLENTES: 12- António Joaquim 13- Gonçalo 14- Dário 15- Rogério 16- Filipe Amaro 17- Filipe Barata 18- Rui Substituições:Miguel Farinha por Rogério; Dani por Filipe Amaro; Fredy por Rui Disputou-se no passado Domingo, o jogo a contar para a 9.ª jornada do campeonato distrital e que pôs frente a frente o Vitória de Sernache e os Escalos de Cima. O jogo inicia-se com o Vitória a partir de imediato para o ataque e, praticamente na primeira jogada do desafio, consegue marcar através de Miguel Farinha que remata seco e colocado inaugurando assim o marcador. Este golo madrugador veio trazer ainda mais tranquilidade e confiança á equipa da casa, partindo assim para uma excelente exibição. Sempre a assumir o jogo e com boas trocas de bola, o Sernache consegue chegar novamente ao golo e outra vez por Miguel Farinha. Remate á entrada da área e a bola depois de tabelar num defesa dos Escalos acaba no fundo da baliza... Com dois golos de vantagem, o Sernache não baixa o ritmo e quase não deixa "respirar" a equipa adversária que simplesmente não consegue chegar á baliza de Vilela. As oportunidades de golo sucedem-se, Bruno Bastinho na cara do guarda-redes atira para defesa deste... F.Miguel, depois dum canto apontado por Maçaroco, cabeceia ao lado... Tomás, após livre da direita e em boa posição, não consegue dar o melhor seguimento... Mas viria a ser novamente Miguel Farinha a marcar, depois de excelente jogada e cruzamento da direita, este aparece ao segundo poste e de primeira remata para a baliza fazendo assim assim o terceiro golo. Assim chegou o intervalo, nuns primeiros 45minutos inteiramente dominados pela equipa da casa. Para a segunda parte o rumo do jogo não se altera, nem tão pouco a vontade e determinação dos jogadores do Sernache em querer marcar mais golos e jogar bom futebol. É com naturalidade que o 4.º golo aparece e adivinhem por quem? Nem mais, Miguel Farinha em tarde inspirada faz o quarto golo da sua conta pessoal, após grande passe de Dani. O 5-0 não demora muito a surgir e desta feita com um novo marcador de serviço, Fredy isola-se pela esquerda, ultrapassa o guarda redes e mete a bola para a boca da baliza onde aparece Dani que só tem de encostar para a baliza deserta. A partir daqui a equipa da casa perde um pouco a concentração e permite que os Escalos consiga finalmente criar perigo... Maçaroco derruba dentro da área um jogador contrário, o árbrito assinala grande penalidade mas o capitão da equipa visitante falha atirando ao lado. E depois de um cruzamento da direita, surge o tento de honra dos Escalos, aparece um jogador ao segundo poste sem marcação que cabeceia para a baliza de Vilela. Este golo serviu apenas para espicaçar a equipa do Vitória que volta a tomar conta do jogo, na procura de mais golos. Isso acontece já perto do final, boa jogada de Pedro pela esquerda que cruza para a área onde aparece Bruno Bastinho a antecipar-se a toda a gente e a facturar com um belo golpe de cabeça. Estava feito o 6-1 final, num jogo dominado pela equipa de António Joaquim que vem confirmar a subida de rendimento e que permite ir subindo lugares na classificação. No próximo Domingo há Taça...

quarta-feira, 15 de novembro de 2006

Mais um jantar

Na passada sexta feira dia 10, realizou-se mais um jantar de todo o plantel referente ás multas do mês de Outubro. Filipe Barata e Filipe Amaro foram os fiscais e conseguiram amealhar uma óptima quantia, até agora o record é deles mas é importante salientar que o Rogério ainda não foi fiscal e aí sim vai doer... Depois de algumas "azias" de alguns por causa do valor das suas multas, lá fomos, no fim do treino, directos ao restaurante "O Aquário", onde comemos uma óptima carne de porco á alentejana que estava uma maravilha. E quem gostou mesmo da ementa foi o alentejano da nossa equipa, Pedro... Vai-se lá saber porquê. Os próximos fiscais são o Fredy e o Gonçalo e com o dinheiro que ainda sobrou deste mês, o proximo repasto promete ser novamente muito bom. Será desta que é camarão?

terça-feira, 14 de novembro de 2006

8ª Jornada - 1ª Div. AF Distrital Castelo Branco

Pedrogão de São Pedro - 0 G. D. Vitória de Sernache - 0 Titulares: 1- Vilela 2- Maçaroco 3- Tomás 4- F.Miguel 5- Pedro 6- João Viana 7- Rui Daniel 8- Dani 9- Mpasso 10- Filipe Barata 11- Bruno Bastinho Suplentes: 12: Freitas 13: Fredy 14: Dário 15: Filipe Amaro 16: João Paulo 17: Miguel Farinha 18: Rogério Substituições Dani -> Miguel Farinha Maçaroco -> Filipe Amaro No passado Domingo, dia 12 de Novembro o Vitória de Sernache foi ao campo do Pedrogão de São Pedro para cumprir a 8ª jornada da 1ª divisão da AF Castelo Branco. A primeira parte não teve muito para relatar. Poucas ocasiões de golo, com a bola a andar muito pelo meio campo. Muita luta mas pouco discernimento de parte a parte. De registar o golo, ou melhor, o autogolo anulado à formação visitante por alegado fora de jogo de Mpasso quando o mesmo nem toca na bola, enfim.... Critérios!!! Fora este lance não foram muitas as situações de perigo e foi sem surpresa que se chegou ao intervalo com um nulo no marcador. Já a segunda parte foi algo diferente. A equipa da casa acentuou o domínio e chegou a causar alguns lances de muito perigo junto da baliza do Vitória sempre evitados pelo guarda redes Vilela que teve uma exibição inspirada. Por 3 ou 4 vezes conseguiu negar o golo que parecia certo. No entanto os visitantes também causaram perigo, que por pouco não deram golo. Pelo menos duas ocasiões que, por falta de inspiração, não tiveram o desfecho desejado. No fim o empate acaba por ser justo, principalmente pelo que as equipas fizeram na primeira parte. Quanto os restantes encontros de completaram a 8ª jornada refira-se que o líder Atalaia empatou a 2 golos no terreno do Teixosense, no entanto manteve o 1º lugar isolado. Sem grandes surpresas o Valverde e a AD Fundão levaram de vencidas as formações do Lardosa e Vilarregense respectivamente, que assim se mantém nos dois últimos lugares com zero pontos. Refira-se ainda que a formação do Escalos de Cima venceu em casa o Póvoa de Rio Moinhos. Os restantes encontros que completaram esta jornada ficaram-se pelo empate. Confira os resultados e classificação aqui.

segunda-feira, 6 de novembro de 2006

7.ª Jornada

Estádio Nuno Álvares Pereira V.SERNACHE- 3 VILARREGENSE- 0 Equipa inicial do Sernache: 12- Vilela 2- Bruno Bastinho 3- F.Miguel 4- Dário 5- Pedro 6- Dani 7- Rui Daniel 8- João Viana 9- Mpasso 10- Filipe Amaro 11- Maçaroco Suplentes: 1- Gonçalo Freitas 13- Boby 14- Tomás 15- Rogério 16- Filipe Barata 17- Fredy 18- Miguel Farinha Substituições: Mpasso por Fredy; Filipe Amaro por Miguel Farinha; Bruno Bastinho por Filipe Barata Depois do jogo para a taça, Vitória de Sernache e Vilarregense voltaram a encontrar-se,desta vez em jogo a contar para o campeonato, e uma vez mais debaixo de muita chuva, num campo bastante alagado e pesado. Condições muito dificeis para a prática do futebol que prejudicaram as duas equipas, mas principalmente a equipa da casa que jogava no seu estádio, que tinha necessidade de ganhar e que normalmente pratica um futebol mais junto á relva com trocas de bola e tabelinhas curtas... foi isso que tentou fazer, mas depressa percebeu que naquelas condições a maneira mais eficaz de chegar ao golo era através de um futebol mais directo. As oportunidades foram surgindo e numa delas o Sernache faz o primeiro golo do desafio, Mpasso toca de peito para Filipe Amaro que de primeira faz o passe para o flanco oposto onde aparece Bruno Bastinho que recebe bem a bola e á saida do guarda-redes faz o 1-0. O mesmo jogador tem mais duas boas oportunidades, num excelente remate envia a bola á trave e num outro optimo apontamento obriga o guardião contrário a realizar a defesa da tarde... Também Dário, depois de um pontapé de canto, tem uma excelente oportunidade. Sucediam-se as ocasiões de golo e o 2-0 acabou mesmo por aparecer ainda antes do intervalo, um excelente passe isola Filipe Amaro que remata para a defesa do guarda-redes, Filipe não desiste do lance e sobre a linha de fundo cruza para a boca da baliza onde aparece Mpasso a encostar para o fundo das redes. Estava dada mais justiça ao marcador e assim chegou o intervalo. Na segunda parte o relvado estava ainda mais impraticável, mas o sentido e rumo do jogo não se alterou. Continuava o Vitória com as despesas do jogo, tentando criar as jogadas possiveis naquele terreno e a verdade é que foi conseguindo porque as oprtunidades de golo voltaram a surgir... Algumas bem claras. Dani, só com o guarda-redes pela frente opta pelo passe lateral para Bruno Bastinho mas a bola sai com força a mais... Miguel Farinha também isolado remata ao lado da baliza... Fredy com uma boa jogada pela esquerda cruza para a área, a bola passa em frente á baliza sem que ninguém toque nela... O máximo que o Vilarregense conseguia fazer era ganhar um canto ou outro e através de algumas faltas levar a bola á área do Vitória, mas sem criar perigo para Vilela. Já perto do fim do jogo, Fredy fecha a contagem e faz o terceiro golo para a sua equipa... excelente passe de Dani que deixa Fredy na cara do guarda redes e este não perdoa. Resultado mais que justo do Sernache, que até peca por ser escasso mas com aquelas condições era dificil fazer melhor...

sexta-feira, 3 de novembro de 2006

JOGO TREINO

Realizou-se ontem, quinta-feira dia 2 de Novembro, no Estádio Nuno Álvares Pereira, um treino conjunto entre o V.SERNACHE e o PAMPILHOSA. Nestes treinos o resultado é o que menos interessa pois o importante é consolidar os automatismos da equipa e fazer com que os jogadores treinem bem e se entreguem a fundo... o resultado final foi de 6-1 favorável ao SERNACHE que assim fez um bom ensaio para aquilo que se espera que seja o regresso ás vitórias já no próximo Domingo frente ao Vilarregense.

segunda-feira, 30 de outubro de 2006

6ª Jornada

Águias do Moradal - 2 G. D. Vitória de Sernache - 1 Titulares: 1- Vilela 2- Maçaroco 3- Tomás 4- F.Miguel 5- Pedro 6- João Viana 7- Rui Daniel 8- Dani 9- Mpasso 10- Filipe Barata 11- Bruno Bastinho Suplentes: 12: Freitas 13: Boby 14: Dário 15: Filipe Amaro 16: João Paulo 17: Miguel Farinha Substituições Rui Daniel -> Miguel Farinha Mpasso -> Filipe Amaro Bruno Bastinho -> Dário Foi a precisar de pontos que, no passado Domingo, o Vitória de Sernache se deslocou à freguesia do Estreito do concelho de Oleiros para defrontar o Águias do Moradal em encontro a contar para a 6ª jornada da 1ª Divisão da Distrital de Castelo Branco. Apesar do clube da casa estar no segundo lugar da tabela classificativa e os visitantes estarem algo distantes dos lugares cimeiros, o jogo começou com ascendente dos vitorianos que criaram as primeiras situações de perigo de onde se destacam várias jogadas de entendimento com alguns remates perigosos à baliza culminando com um remate de muito longe por parte de Dani que embateu com estrondo no poste da baliza, o guarda redes estava batido. A equipa da casa apenas criou uma situação de perigo digna desse nome. O avançado remata dentro da área, descaído para a direita, para uma boa defesa de Vilela. A primeira parte acaba com sinal mais para o Vitória. A equipa jogava bem e então não se verificaram alterações no intervalo. A segunda parte começa com alguma superioridade do Águias sem no entanto criar perigo de maior. No entanto foi com alguma injustiça que os da casa marcaram o primeiro golo. A defesa vitoriana alivia uma bola cortando mais um ataque, a bola vai cair caprichosamente nos pés do lateral direito adversário que cruza para o cabeceamento que origina o primeiro golo. O Vitória não baixou os braços e pouco depois chega mesmo ao golo em jogada de insistência de Dani, pela direita do ataque, que o próprio finaliza. Golo perfeitamente legal apesar dos intensos protestos nos adeptos. O jogo estava agora numa fase de ascendente do vitória que pouco depois do golo teve uma oportunidade de matar o jogo. Boa jogada de Maçaroco pela direita a passar para Filipe Amaro mas, com algum azar, a falhar o alvo. Pouco depois o árbitro dava 4 minutos de desconto e o jogo parecia destinado a acabar empatado. No entanto quando menos de esperava, no último minuto dos descontos a equipa da casa marcou o golo da vitória. Balde de água fria, gelada mesma. Pela terceira vez esta época o G. D. Vitória de Sernache sofre um golo no último minuto dos descontos, o que feitas as contas, impediu o amealhar de 4 preciosos pontos. No final, é importante referir que o Vitória jogou bem, os resultados virão… Força Vitória!!! Quanto os restantes encontros de completaram a 6ª jornada refira-se que o Atalaia ganhou sem surpresa à formação do Lardosa e mantendo-se isolado no 1º lugar. No meio da tabela verificou-se um empate entre o Proença-a-Nova e o Teixosense que assim ficam com o mesmo número de pontos. Sem grandes surpresas o Alcains levou de vencida a formação do Valverde e isola-se no 3º posto. O Unhais da Serra empatou com o Oleiros. O Póvoa Rio de Moínhos foi a Vila de Rei derrotar a equipa da casa por uns expressivos 4-0 deixando os vilarrenges, juntamente com o Lardosa, em situação particularmente delicada uma vez que ainda não pontuaram. Por último refira-se que o Pedrógão empatou com o Escalos de Cima mantendo a igualdade pontual entre ambos. Confira a classificação aqui.

segunda-feira, 23 de outubro de 2006

Taça de Honra - 1ª eliminatória

G. D. Vitória de Sernache - 2 Vilarregense - 1 Titulares: 1- Vilela 2- Boby 3- Tomás 4- F.Miguel 5- Pedro 6- João Viana 7- Rui Daniel 8- Filipe Amaro 9- Mpasso 10- Miguel Farinha 11- Bruno Bastinho Suplentes: 12: Freitas 13: Maçaroco 14: Dário 15: João Paulo Substituições Filipe Amaro -> Maçaroco Mpasso -> João Paulo Miguel Farinha -> Dário Foi debaixo de intenso temporal que o GD Vitória de Sernache recebeu e venceu a formação do Vilarregense. Apesar do dominío que se fazia sentir durante toda a primeira parte, o golo tardava em aparecer, não só por causa do mau estado do relvado como também devido à ineficácia da linha avançada, e até algum mérito do guarda-redes da formação visitante. No entanto o golo surgiu, marcado por Miguel Farinha logo seguido de um outro da autoria de Bruno Bastinho. Pelo que se viu na primeira parte estes golos apenas pecaram por tardios e por serem poucos, tais foram as oportunidades criadas. O Vilarregense quase não criou perigo digno de registo. Na segunda parte o estado do tempo piorou ainda mais tornando o relvado quase impróprio para consumo, sendo quase impossível levar a bola controlada no pé sem que esta parasse no meio de tanta água. Assim sendo as oportunidades de golo foram mais reduzidas e o Vilarregense conseguiu por alguns períodos do segundo tempo equilibrar o jogo. Apesar de tudo foi com alguma felicidade e azar para a defesa da casa que os visitantes marcaram o tento de honra na sequência de um pontapé de canto. Alguma confusão na área e a bola acaba por entrar sem que ninguém esperasse. No fim do jogo vitória justa e incontestável para o GDV Sernache que assim segue em frente na prova!!! Parebéns Vitória!!!

segunda-feira, 16 de outubro de 2006

Novo jantar da caixinha das multas

Na passada sexta-feira dia 13, decorreu mais um jantar das multas referente ao mês de Setembro e que teve como fiscais o Dário e o Fernando Miguel. Foi mais um jantar bastante animado que, desta vez, ocorreu no restaurante "O Lampião" depois do habitual treino e da habitual pelada da sexta feira que desta vez tinha como castigo para a equipa que perdesse, pagar o martini aos vencedores. Mais um óptimo convívio entre o plantel onde só faltaram o Rui Gaspar, o João Viana e o Mpasso que não puderam estar presentes por motivos profissionais. Depois do repasto e aproveitando que o fim de semana era de folga, alguns ainda se dirigiram ao bar "Club" para aí terminar a noite e passar mais um bom bocado juntos. Este foi assim, o próximo está para breve e tem como fiscais do mês de Outubro, os dois Filipes do plantel, o Barata que se tem revelado um fiscal muito atento e que não facilita nada nem a ninguém e o Amaro. Ainda não se sabe onde é, mas pelo andar da carruagem e pelas multas já caçadas, promete ser camarão. Até lá então...

terça-feira, 10 de outubro de 2006

4ª Jornada

UNHAIS DA SERRA - 1 V. SERNACHE - 0 Equipa inicial do Sernache: 1- Vilela 2- Maçaroco 3- Tomás 4- F. Miguel 5- Pedro 6- Rui Daniel 7- Dani 8- Filipe Amaro 9- Bruno Bastinho 10- Filipe Barata 11- Miguel Farinha Substituições: Miguel Farinha por Fredy; Filipe Amaro por Mpasso O jogo começa com maior ascendente por parte da equipa do Sernache que cria duas boas oportunidades para marcar, numa das quais Miguel Farinha, de cabeça, fica a centímetros de inaugurar o marcador. Numa outra ocasião, quando Bruno Bastinho se isolava pelo centro do terreno é travado em falta por um defesa da equipa da casa, o árbitro mostra apenas cartão amarelo e começa aqui a sua dualidade de critérios. A partir daqui o Unhais equilibra o jogo e dispõe também de duas ocasiões de golo, mas a equipa Vitoriana consegue aguentar a pressão e continua a criar perigo no ataque... num lance de dois para um, um defesa da casa tira o pão da boca a Bruno Bastinho e assim chega o intervalo com 0-0 no marcador. Na segunda parte o jogo recomeça novamente muito repartido, com muita luta de ambas as equipas pela posse de bola e com ambos os conjuntos a tentar chegar ao golo. Assim foi até ao momento em que o árbitro expulsa Dani, depois de uma falta no meio campo o árbitro exibe pela segunda vez o amarelo ao número 7 do Vitória... Apenas e só duas faltas no centro do terreno valeram a expulsão de Dani, muito excesso do árbitro que em outras situações semelhantes não agiu da mesma forma. Com um homem a mais, a equipa do Unhais tentou carregar mais sobre a defensiva forasteira mas o certo é que nunca criou grande perigo pois a equipa do Sernache ia fechando todos os caminhos para a sua baliza. A 10 minutos do fim e depois de Fredy ter sofrido uma falta por trás, gera-se uma tremenda confusão entre os jogadores das duas equipas... Desta confusão saiem mais dois cartões vermelhos, agora directos e um para cada equipa. Fredy e um jogador da casa que o tentou agredir receberam ordem de expulsão. De salientar que o jogador do Unhais que fez a falta por trás e iniciou toda a confusão, permaneceu em campo... Onde está a igualdade de critérios? Mas o pior ainda estava para vir e de uma forma absolutamente incrível, já em tempo de desconto o árbitro assinala grande penalidade contra a equipa do Sernache por suposta falta de Filipe Barata quando na realidade este não toca em ninguém e é o jogador do Unhais que se lança para cima dele promovendo o contacto... O árbitro mostra o segundo amarelo a Filipe e consequente vermelho. Na marcação do pénaltie, o capitão do Unhais remata e Vilela defende, mas eis que o inacreditável volta a acontecer... o árbitro, por indicação do seu auxiliar, ordena a repetição da grande penalidade alegando que Vilela se mexeu para a frente quando na verdade este se mexeu sim, mas para os lados, algo que as leis permitem. Mais um erro incrivel da equipa de arbritragem que assim tem influência directa no resultado pois na repetição o jogador da casa não falhou e estabeleceu o resultado final. Incrível e inacreditável...

segunda-feira, 2 de outubro de 2006

3.ª Jornada

Estádio Nuno Álvares Pereira V. Sernache - 0 Valverde -1 Equipa do Sernache: 1- A. Joaquim 2- Maçaroco 3- Tomáz 4- F. Miguel 5- Pedro 6- Rui Daniel 7- Filipe Barata 8- Dani 9- Fredy 10- Miguel Farinha 11- Bruno Bastinho Substituições: Fredy por Mpasso; Miguel Farinha por João Paulo; Dani por Rui Gaspar O jogo foi desde logo dominado pela equipa da casa que tomou conta das operações desde o início, tendo a equipa visitante apostado numa toada de contra ataque pois tinha nas alas dois jogadores bastante rápidos. Com mais tempo de posse de bola, os vitorianos iam tentando encontrar espaços na defensiva forasteira e por algumas vezes isso aconteceu, sobretudo pelo lado direito do seu ataque. Foi por este lado que criaram a sua melhor oportunidade de golo através de Miguel Farinha que numa recarga remata para a baliza, mas a bola foi desviada por um defensor da equipa do Valverde. O árbritro assinalou pontapé de baliza... Na segunda parte a tendência do jogo não sofre ateração, o Sernache sempre a dominar o jogo e a tentar marcar o tão desejado golo que tardava em aparecer. E foi contra a corrente do jogo que a equipa de fora marcou o golo que ditou o resultado, através de um contra ataque rápido a bola é metida nas costas da defesa do Vitória e á saída do guarda redes António Joaquim, o jogador que entretanto se tinha isolado passa a bola ao seu colega que em posição muito duvidosa encosta para a baliza. Fica a clara sensação que há um fora de jogo que não foi assinalado e mais uma vez, em duas jornadas consecutivas o Sernache é prejudicado. A equipa do Vitória sente o golo, mas tudo faz para tentar chegar pelo menos ao empate... por vezes mais com o coração do que com a cabeça, mas ainda assim encostaram definitivamente a equipa do Valverde lá atrás e esta ia defendendo como podia e cada vez com mais elementos. Após saída em falso do guarda redes, Filipe Barata teve na cabeça o empate, mas já em desiquilibrio atirou por cima... Mesmo no final do jogo, primeiro Mpasso e depois Rui Gaspar chegam ligeiramente atrasados a um cruzamento da direita e não conseguem a emenda para a baliza. Resultado injusto...

terça-feira, 26 de setembro de 2006

2ª Jornada

Teixosense- 1 V. Sernache- 1 Equipa inicial do Sernache: 1- Antonio Joaquim 2- Maçaroco 3- Tomaz 4- Fernando Miguel 5- Pedro 6- Rui Daniel 7- Filipe Barata 8- Dani 9- Mpasso 10- Miguel Farinha 11- Bruno Bastinho Substituições: A. Joaquim por Vilela; Miguel Farinha por Fredy; Mpasso por Dário Jogo intenso e muito disputado, principalmente no meio campo, assim foi este Teixosense - Sernache... Numa primeira parte equilibrada, mas com ligeira superioridade da equipa Vitoriana, foram estes que criaram as melhores oportunidades de golo. Após falta sobre Bruno Bastinho pela direita, Maçaroco cobrou o livre e encontrou ao segundo poste Miguel Farinha que solto de marcação rematou para o fundo da baliza, fazendo assim o 1-0 para o Sernache. Até final dos primeiros 45minutos, o Sernache foi controlando sempre as operações e à excepção de uma ocasião, a sua defensiva nunca permitiu grandes veleidades à equipa adversária. Para a segunda parte, o Teixoso arrisca mais e coloca mais homens na sua linha atacante fazendo com que o Sernache recue no terreno e aposte num jogo de contra ataque. Apesar de um ligeiro ascendente da equipa da casa, o certo é que nunca conseguiu criar uma verdadeira situação de golo pois encontrou pela frente uma equipa vitoriana muito concentrada e bastante empenhada em segurar a vantagem. Através de jogadas rápidas e perigosas, a equipa do Sernache podia ter sentenciado a partida... isso não aconteceu e já em tempo de descontos veio o balde de água fria e o lance polémico do encontro. Após cruzamento para a área, o guarda redes Vilela é tocado no momento em que ia agarrar a bola, esta sobra para um jogador do Teixosense que só teve de empurrar para a baliza. Foi um duro golpe para a equipa de A. Joaquim que, depois de tanto esforço e querer, nao merecia este desfecho. No próximo Domingo há mais emoção...

segunda-feira, 25 de setembro de 2006

Não se pode perder destas oportunidades. Senão não nos levantamos.

sábado, 23 de setembro de 2006

Pelada de 22 set.

Sexta feira 22 de setembro, mais uma emocionante e equilibrada pelada, .... Como é já tradição, o treino das sextas feiras é finalizado com a sempre expectante palada para a caixinha.
Esta semana não fugiu á norma e depois de disputas de bola intensas, e algumas cacetadas que o arbitro não assinalou, o resultado terminou com uma igualdade a 6 bolas.
Depois de algumas duvidas sob a forma de apurar o vencedor, recorreu-se a uma série de 5 penalidades para cada lado, mas como todos os marcadores se mostraram em grande forma, eis que foi necessario recorrer a nova série e só depois de percorrer todos os intervenientes alguém se lembrou de falhar (Filipe Amaro) ou melhor, o António Joaquim de defender, ele que depois converteu a última grande penalidade e enganou o Vilela que escorregou para o lado contrário da bola.
De realçar durante esta pelada a lesão de Mpasso que após levar com a redondinha na cara, perdeu por instantes a visão, sendo transportado pelos BVCB ao centro de saúde da Sertã, e que depois de alguns exames foi reencaminhado para os Hospitais da Univercidade de Coimbra como medida de precaução, mas felizmente regressou sem que nada de grave fosse diagnosticado.
As equipas foram escolhidas pelo Borboletas e pelo russo ( juniores) e pelo borboletas alinharam: António Jaoquim, Tomás, Mpasso, velho, bastinho, Pedro, Rogério, Boby...
Pelo Russo usaram a camisola o Vilela, o Dário, Maçaroco,

Voltamos para a semana...

Convocatória: G. D. Teixosense - G. D. V. Sernache

Convocatória para o jogo no Teixoso com saída pelas 11Horas e 15 minutos. Guarda Redes: Vilela António Joaquim Defesas: Boby Tomás Fernando Dário Pedro Maçaroco Médios: João Paulo Velho Dani Filipe Amaro Filipe Barata Miguel Farinha Rogério Avançados: Mpasso Fredy Rui Gaspar Bastinho

segunda-feira, 18 de setembro de 2006

1ª Jornada

Estádio Munincipal Nuno Álvares Pereira V. SERNACHE- 3 LARDOSA- 0 A equipa do Sernache alinhou com o seguinte 11: 1- António Joaquim 2- Dário 3- Tomaz 4- F. Miguel 5- Pedro 6- Rui Daniel 7- Filipe Barata 8- Filipe Amaro 9- Maçaroco 10- Miguel Farinha 11- Bruno Bastinho Substituições: Dário por Mpasso; Filipe Amaro por Dani; Miguel Farinha por Rui Gaspar. Num jogo praticamente de sentido único, a equipa do Vitória venceu a Lardosa por 3-0. Apesar de, no ínicio do jogo, a equipa da Lardosa ter dado boa réplica e até equilibrado o encontro, passados alguns minutos a equipa da casa tomou conta das operações e dominou até final. Foi com naturalidade que os golos foram surgindo, o primeiro através de um autogolo de um jogador da equipa forasteira que desviou um cruzamento da direita de Maçaroco para a própria baliza. O intervalo chegou com o resultado em 1-0 e com algumas oportunidades claras de golo desperdiçadas pelo Sernache. Na segunda parte o jogo manteve-se igual à primeira e os Vitorianos viriam a materializar o claro domínio com a obtenção de mais 2 golos. O 2-0 surgiu através de Mpasso, depois de cruzamento e jogada individual de Bruno Bastinho pela direita. O 3º e último golo foi obtido por Filipe Barata que, depois de um passe de Dani a rasgar a defesa contrária, conseguiu, à segunda tentativa, bater o guardião da Lardosa. Vitória justa da equipa comandada por António Joaquim...

sábado, 16 de setembro de 2006

Primeiro jantar da caixinha das multas

No dia 15, no final do treino, teve lugar no restaurante "O Aquário", o jantar das multas referente ao mês de Agosto. Os fiscais deste mês foram o Bastinho e o Dani. Foi um jantar tranquilo, com bom ambiente, algo que é apanágio deste grupo de trabalho... Enquanto saboreavamos a excelente refeição preparada pela D. Isabel, iamos também reforçando os laços entre nós e todo o espírito de grupo que já existe. Um dos grandes objectivos desta iniciativa é esse mesmo... Foi uma noite curta, pois o compromisso de domingo não deixava espaço para grandes loucuras. Dentro em breve havera muitos mais jantares deste tipo, o próximo está perto e tem como fiscais o Dário e o F. Miguel...

Primeira pelada a 50cêntimos da epoca

Equipa de Fredy: - Antonio - Gonçalo - Tomaz - Dario - Pedro - Filipe Amaro - Miguel Farinha - Fredy - Bastinho Equpa de Mpasso: - Vilela (nunca se percebeu bem de que equipa era ele afinal) - F. Miguel - Filipe Barata - Rogerio - Maçaroco - Rui Daniel - Dani - Mpasso - Rui Gaspar Foi um jogo muito bem disputado, bastante rigido ate.... com grande qualidade tecnica e tactica, um jogo digno de ficar para a historia do futebol. Acabou por vencer a equipa de fredy por 7-6, resultado muito injusto com alguns erros de arbritagem que influênciaram o resultado final. Destaque para um golo nitido que acabou por nao ser valido a favor da equipa de Mpasso e que a partir dai permitiu a reviravolta no marcador por parte da equipa de fredy. a partir daqui o jogo nunca mais foi o mesmo. Resta dizer que o melhor em campo da equipa do Fredy foi o guarda redes Vilela. Para a semana avizinha-se mais um desafio bastante disputado, não perca...

Primeiro jogo oficial da epoca

Tem inicio mais um campeonato distrital e as expectativas são grandes... a nossa ambição e acabar com a hegemonia dos 3 grandes, mesmo disputando um campeonato distrital, prometemos ganhar o campeonato nacional.

segunda-feira, 11 de setembro de 2006

Início do campeonato

Dia 17 de Setembro às 17 horas
Vitória de Sernache vs Lardosa
Jornada inaugural no Campeonato da 1ª Div. da Distrital de Castelo Branco.
Venha apoiar-nos ao Estádio Nuno Álvares Pereira.
Veja aqui a lista de convocados, a verdadeira, concentração no estadio as 15:15h 1- Vilela 2- Antonio Joaquim 3- Gonçalo 4- Boby 5- Pedro Figueiredo 6- Maçaroco 7-Fernando Miguel 8- Tomaz 9- Dario 10- Rui Daniel 11- Dani 12- Filipe Barata 13- Filipe Amaro 14- Rogerio 15- Miguel Farinha 16- Mpasso 17- Fredy 18- Bruno Bastinho 19- Rui Gaspar

terça-feira, 1 de agosto de 2006

Mensagem do Presidente

mensagem a escrever pelo presidente do clube...
Loading...