domingo, 1 de março de 2009

12ª jornada FUTSAL

Sábado 28 de Fevereiro de 2009. O GDVS iria defrontar a equipa de Caria num jogo importantíssimo para a “maltinha do Futsal”. Era importante vencer pois vínhamos de uma série de derrotas que começavam a afectar a união do grupo e além disso, perdido que estava o 4º lugar que nos daria acesso aos “Play-off” finais, era importante não perder o 5º lugar, que apesar de todo no nosso na de estreia não deixa de ser um lugar muito meritório. Aliás foi esse o diapasão do discurso do mister antes do início do jogo. O jogo começou e desta vez não sofremos um golo antes da passagem do 1º minuto, como vinha sendo hábito nos últimos jogos. O GDVS ia controlando o jogo pois o Caria limitava-se a esperar por nós, dando-nos a iniciativa do jogo. Até que finalmente surgiu o nosso primeiro golo, aos 3’53” por intermédio do Eurico, que com um remate bem colocado fora de área bateu o guarda-redes adversário fazendo o 1-0. Este golo trouxe-nos alguma tranquilidade e apesar de não estarmos a fazer uma exibição de “encher o olho”, poderíamos por diversas ocasiões ter dilatado o marcador. O jogo parecia que era fácil pois o GDVS demonstrava ser superior. Mas as bolas não entravam, e os nossos índices de confiança iam sendo afectados por essa inoperância ofensiva. O 2-0 iria finalmente surgir a passagem do minuto 32’, numa bela triangulação finalizada pelo Fagulha. Pensávamos que com a marcação do segundo golo iríamos partir para uma bela e Conseguir dilatar a vantagem, mas assim não sucedeu, pois aos 33’40”, o Caria iria conseguir bater o Tiago Coluna (que até então tinha feito um par de belíssimas intervenções) e reduzir o marcador para 2-1. Foi com esta vantagem magra que fomos para o intervalo. Na 2ª parte começamos novamente com o controlo do jogo, limitando-se a equipa do Caria a tentar explorar lances de contra ataque. Mas o GDVS ia afunilando muito o jogo não conseguindo chegar ao golo. Ou era o guarda-redes a defender, ou eram os ferros a devolver as nossas bolas, a verdade é que não conseguíamos dilatar a vantagem. E como quem não marca acaba por sofrer, assim sucedeu aos 8 minutos com o Caria a chegar à igualdade. Depois do golo sofrido o GDVS tentou (nem sempre da melhor maneira) chegar ao golo da vantagem, mas não as coisas não estavam a sair. Nota-se algum abaixamento de forma nalguns jogadores do GDVS o que influencia em muito a forma como costumamos jogar. E o pior aconteceu, aos 25 minutos o Caria iria passar para a frente no marcador, num lance rápido, pois aproveitou algum desnorte da nossa equipa num lançamento lateral para chegar ao 3-2 favorável à equipa forasteira. Este resultado em nada nos interessava e lá fomos em cima do adversário para tentar inverter o resultado. Nem sempre da melhor maneira, é um facto, mas o 3-3 finalmente iria surgir ao minuto 29 por intermédio do Igor que finalmente conseguiu colocar a bola no fundo das redes. Faltava ainda muito tempo e sabíamos que era possível dar a volta ao marcador. E finalmente ao minuto 33’ conseguimos marcar o 4-3 através do Mota. Agora era importante saber defender e manter esta vantagem importantíssima. Nestes últimos dois minutos conseguimos suster as iniciativas da equipa adversária e até conseguimos dilatar o marcador num lance de insistência do Diogo que assim fechou o resultado final em 5-3. Foi de facto melhor o resultado do que a exibição, mas era importante vencer para conseguir cimentar o quinto posto, que volto a destacar é um lugar de destaque para a “maltinha do futsal” no seu ano de estreia.
Loading...