terça-feira, 10 de outubro de 2006

4ª Jornada

UNHAIS DA SERRA - 1 V. SERNACHE - 0 Equipa inicial do Sernache: 1- Vilela 2- Maçaroco 3- Tomás 4- F. Miguel 5- Pedro 6- Rui Daniel 7- Dani 8- Filipe Amaro 9- Bruno Bastinho 10- Filipe Barata 11- Miguel Farinha Substituições: Miguel Farinha por Fredy; Filipe Amaro por Mpasso O jogo começa com maior ascendente por parte da equipa do Sernache que cria duas boas oportunidades para marcar, numa das quais Miguel Farinha, de cabeça, fica a centímetros de inaugurar o marcador. Numa outra ocasião, quando Bruno Bastinho se isolava pelo centro do terreno é travado em falta por um defesa da equipa da casa, o árbitro mostra apenas cartão amarelo e começa aqui a sua dualidade de critérios. A partir daqui o Unhais equilibra o jogo e dispõe também de duas ocasiões de golo, mas a equipa Vitoriana consegue aguentar a pressão e continua a criar perigo no ataque... num lance de dois para um, um defesa da casa tira o pão da boca a Bruno Bastinho e assim chega o intervalo com 0-0 no marcador. Na segunda parte o jogo recomeça novamente muito repartido, com muita luta de ambas as equipas pela posse de bola e com ambos os conjuntos a tentar chegar ao golo. Assim foi até ao momento em que o árbitro expulsa Dani, depois de uma falta no meio campo o árbitro exibe pela segunda vez o amarelo ao número 7 do Vitória... Apenas e só duas faltas no centro do terreno valeram a expulsão de Dani, muito excesso do árbitro que em outras situações semelhantes não agiu da mesma forma. Com um homem a mais, a equipa do Unhais tentou carregar mais sobre a defensiva forasteira mas o certo é que nunca criou grande perigo pois a equipa do Sernache ia fechando todos os caminhos para a sua baliza. A 10 minutos do fim e depois de Fredy ter sofrido uma falta por trás, gera-se uma tremenda confusão entre os jogadores das duas equipas... Desta confusão saiem mais dois cartões vermelhos, agora directos e um para cada equipa. Fredy e um jogador da casa que o tentou agredir receberam ordem de expulsão. De salientar que o jogador do Unhais que fez a falta por trás e iniciou toda a confusão, permaneceu em campo... Onde está a igualdade de critérios? Mas o pior ainda estava para vir e de uma forma absolutamente incrível, já em tempo de desconto o árbitro assinala grande penalidade contra a equipa do Sernache por suposta falta de Filipe Barata quando na realidade este não toca em ninguém e é o jogador do Unhais que se lança para cima dele promovendo o contacto... O árbitro mostra o segundo amarelo a Filipe e consequente vermelho. Na marcação do pénaltie, o capitão do Unhais remata e Vilela defende, mas eis que o inacreditável volta a acontecer... o árbitro, por indicação do seu auxiliar, ordena a repetição da grande penalidade alegando que Vilela se mexeu para a frente quando na verdade este se mexeu sim, mas para os lados, algo que as leis permitem. Mais um erro incrivel da equipa de arbritragem que assim tem influência directa no resultado pois na repetição o jogador da casa não falhou e estabeleceu o resultado final. Incrível e inacreditável...
Loading...