segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

11.ª Jornada

Atalaia do Campo- 3
Vitória de Sernache- 4

Equipa titular do Sernache:
1- Vilela
2- Bruno Bastinho
3- Tomás
4- F.Miguel
5- Pedro
6- João Viana
7- Rui Daniel
8- Dani
9- Maçaroco
10- Miguel Farinha
11- Mpasso

Suplentes:
12- António Joaquim
13- Dário
14- João Paulo
15- Rogério
16- Filipe Amaro
17- Fredy
18- Rui Domingues

Substituições: Miguel Farinha por Fredy; Maçaroco por Rogério; Mpasso por Filipe Amaro

Espectacular e emotivo jogo que se realizou este domingo no campo 23 de Maio, reduto do líder do campeonato, a Atalaia do Campo.
O jogo começa praticamente com a equipa do Sernache a marcar, bola de saída para o Vitória, Mpasso é lançado em profundidade e depois de alguma insistência consegue inaugurar o marcador ainda não estava cumprido o primeiro minuto de jogo. Estava assim lançado o mote para aquele que viria a ser, seguramente, um dos melhores jogos deste campeonato...
O líder do campeonato, que contava por vitórias todos os jogos realizados em casa, acusa o golo e fica surpreendida com a entrada de rompante do Sernache que iria estar muito perto de fazer o segundo, Bruno Bastinho tem boa jogada pela esquerda e á saída do guarda-redes remata mas a bola sai a centimetros do poste.
O jogo continuava muito vivo e muito disputado, onde as situações de perigo andavam sempre perto de uma e outra baliza... e foi através de um pontapé de canto que surge o empate, bola cortada para fora da área onde aparece um jogador da Atalaia, sem marcação, que aproveita para encher o pé e fazer o 1-1.
O Sernache não acusa o golo e continua a jogar o jogo pelo jogo, sempre com o pensamento na vitória. Jogada pela esquerda do ataque vitoriano e após insistência de Miguel Farinha, este é carregado dentro da área. Falta clara para grande penalidade, ficando por mostrar o respectivo amarelo, Na marcação, Fernando Miguel não perdoa e dá nova vantagem á equipa do Vitória.
O jogo continuava louco e passados poucos minutos, a Atalaia iria conseguir de novo o empate... alguma confusão na área e aparece um jogador da casa a encostar para o fundo da baliza de Vilela. Quase não deu para saborear a nova vantagem e o pior ainda estava para vir para o Sernache antes do intervalo, cruzamento da direita e á entrada da área novo remate de primeira e novo golo para a Atalaia... estava consumada a reviravolta no marcador e o intervalo chega com sabor a injustiça para os comandados de António Joaquim que não mereciam tar em desvantagem no marcador por 3-2.

Para a segunda parte surge uma Atalaia a tentar controlar o jogo, sem ter grandes pressas e a tentar manter o perigo longe da sua baliza. Isso é conseguido durante algum tempo, não porque o Sernache tenha abdicado de tentar chegar ao golo mas porque havia mérito da equipa da casa que até dispôs de uma boa situação para fazer o quarto golo mas Vilela defende bem.
O Vitória nunca perdeu a cabeça, nem se descontrolou neste periodo de maior domínio da Atalaia e eis que a meio da segunda parte toma definitivamente conta do jogo e parte para cima do adversário na procura da vitória...

... as alterações vieram dar ainda mais força á equipa, que consegue de novo empatar a partida através de um cabeceamento de Dani que colocava o marcador em 3-3.
Continuava o bom período da equipa do Sernache que continuava a acreditar que podia chegar á vitória e foi isso mesmo que aconteceu... boa jogada de Mpasso pela direita que centra para a área onde aparece Bruno Bastinho a antecipar-se a toda a gente e a fazer o golo que dava a vitória á sua equipa por 4-3 e ditava a primeira derrota do líder do campeonato, que ainda por cima jogava no seu reduto. Daqui até final ainda tempo para que a equipa despercidasse duas soberanas ocasiões de golo por Fredy, mas sem mais alterações no marcador.

Vitória muito importante, justa e merecida num grande jogo de futebol com uma óptima atitude de ambas as equipas que sempre procuraram a vitória jogando lealmente.

Mexidas


Paulo Lopes regressa ao vitória
Esta semana houve uma alteração no nosso plantel. Registou-se uma saída e uma entrada de atletas. Filipe Barata deixou o clube por vontade própria e procurou nova sorte por outras paragens... opções!
Em contrapartida, registou-se o regresso de Paulo Lopes ao V. Sernache que assim volta a juntar-se a este grupo depois de uma curta passagem por outro clube.
Loading...